As vantagens das Sementes Imprimir E-mail

As vantagens das Sementes Ricas em vitamina C, vitamina E e potássio. São antioxidantes, podem prevenir doenças do coração. A maioria é rica em minerais, inclusive cálcio, ferro, magnésio e zinco. Algumas são boas fontes de vitaminas do complexo B. Boas fontes de proteína, algumas são ricas em fibras.

Semente de Erva Doce.

Pertencente a família das umbelijeras, a mesma do salsão. Do caule são feitos xaropes e licores, a raiz é diurética e atua sobre infecções urinárias. O chá das sementes e folhas alivia cólicas causadas por gases intestinais, reduz a dispepsia, combate diarréia e vômitos. As sementes: são vermífugas, calmantes, digestivas e depurativas. Para dor de estômago, artrite, bronquite, distúrbios nervosos, gota e excesso de peso. Substâncias: vitaminas A, C e complexo B. Minerais: cálcio, cloro, ferro, fósforo, magnésio e potássio.

Semente de Funcho

Parte utilizada: folha, raiz e fruto (sementes). Indicação: atua no aparelho digestivo, diminuindo dores e gases e prevenindo espasmos e cólicas em todo o organismo, inclusive as menstruais. Seu uso também favorece a eliminação do excesso de muco do aparelho respiratório, melhorando estados de congestão e funcionando como um expectorante. O potássio nele contido confere a esta erva propriedades diuréticas e, por isso, purificadora, do corpo. Quando utilizado por gestantes e em fase de amamentação, aumenta a produção de leite materno. Para dores musculares e reumáticas, bronquite e tosses, problemas urinários, anorexia, problemas digestivos do tipo diarréia, azia, vômitos, gases. Estimulante e funciona também como calmante para espasmos em crianças, acaba com mau hálito e combate as toxinas dermatológicas. Seu chá é diurético e beneficia as vias urinárias. Internamente: qualquer parte da planta e/ou forma de ingestão, serve para estimular a dilatação dos vasos sangüíneos capilares, aumentando a circulação mais próxima da pele e, ingerido em altas doses, provoca o aumento do fluxo menstrual. Tem ação cicatrizante e combate insônia. A essência do fruto e da semente: antiespasmódica, anti-séptica, carminativa, diurética, laxante e tônica. Para amenorréia, cálculo renal, flatulência, obesidade e problemas digestivos.

Semente de Gergelim

O gergelim (Sesamum indicum L.) é uma das plantas oleaginosas mais antiga e usada pela humanidade. Existem achados arqueológicos remanescentes do subcontinente Indiano datando de 5000 AC. Na América do Sul foi introduzida no Nordeste do Brasil pelos portugueses no século XVI. A cor das sementes varia do branco ao preto. Em alguns países asiáticos esta oleaginosa apresenta significativa importância econômica e social. É considerado alimento ideal para tirar a acidez do sangue, para aumentar a atividade e o reflexo cerebral, para combater as doenças venéreas e para fortalecer a pele. A presença de cálcio em sua composição o torna um excelente preventivo do desgaste ósseo (osteoporose). As sementes contêm três vezes mais cálcio do que uma medida comparável de leite. Contém: Proteína, Fibra, Cálcio, Fósforo, Ferro, Sódio, Potássio, Caroteno, Vitamina B1, Vitamina B2, Niacina, Ácido oléico, Ácido palmítico, Ácido esteárico, Ácido araquídico, Ácido hexadecenoico, Ácido Mirístico, Treonina. Energia (Kcal) = 578,00 em 100 g de semente. 10

Semente de Linhaça.

A semente de linhaça é um poderoso desintoxicante e um alimento rico em glico-proteína (combinação de açúcar com proteína - pequeníssima quantidade de açúcar), ácidos graxos polisaturados, glicérido sólido e líquido, ácido linolêico ou linólico, sais e albuminas, não contém carboidratos, em todos os casos de inflamações do estômago e intestinos, nas inflamações dos rins e da bexiga, nos espasmos da bílis e do sistema urinário, nas doenças dos órgãos da respiração, reidrata o intestino, bom para diverticulite, alcalinizante, refrescante. Não tem contra-indicação, não engorda. Considerado um dos melhores remédios naturais na regularização das funções intestinais, além de seu milagroso efeito sobre a flora intestinal. Normaliza o processo de putrefação e fermentação, eliminando o mau cheiro das deposições. Auxiliar das bactérias intestinais normais (responsáveis pela síntese de várias vitaminas). Contém também a específica vitamina F, explicando-se assim a resistência contra as doenças da epiderme. Melhora considerável da pele, rejuvenesce e evita a perda de cabelos. Nas pedras do fígado e rins, é fortificante e curativo. Encontra-se na linhaça a vitamina K, a qual se diz conter grande valor nutritivo e curativo. A carência desta vitamina faz com que o sangue não coagule com a rapidez normal, possibilitando assim, as hemorragias, bem como, diminuindo o poder de resistência das membranas vasculares. A linhaça substitui ou se iguala aos cereais e, se necessário, também às nozes, por seu conteúdo natural de albuminas e azeite. Possui o ácido lipóico que é o auxiliar do glutation, não deixa engordar ou emagrecer além do normal no caso de distúrbios de peso. Combate a depressão e agressividade voltadas para dentro (anorexia - o excesso de noradrenalina) e obesidade. Se consumido na primeira refeição, ajuda a retirar o apetite. Única fonte vegetal de Omega 3: diminuição do triglicérides no sangue; prevenção de batimento cardíaco irregular (antiarritmia); diminuição da pressão sanguínea; redução da agregação plaquetária e aumento da fluidez do sangue.

Semente de Papoula

Possui cerca de 100 diferentes tipos de planta, mas a que é utilizada na alimentação produz flores vermelhas de duração efêmera, substituída por bulbos com pequenas sementes negras, amarronzadas, arredondadas, e levemente crocantes, que são muito apreciadas na preparação de doces e pães, funcionando também como aromatizantes. As sementes de coloração negra são mais comuns na Europa, enquanto as de cor marrom geralmente provém da Turquia. Por precaução, os países proíbem o cultivo da papoula do tipo que produz o ópio. O famoso Strudel, quando feito pelos húngaros, muitas vezes leva recheio de sementes de papoula no lugar de maçãs. A papoula presta-se também à fabricação de um óleo muito delicado, de sabor sutil e leve gosto de amêndoas, usado em saladas mais finas.